quarta-feira, 30 de maio de 2012

CONFIRA FOTOS DA MAQUETE DO TRABALHO INTERDISCIPLINAR DO SEGUNDO PERÍODO

A todos os alunos parabéns pelo trabalho e a dedicação..... Confiram as fotos da maquete!!!!!!



 





domingo, 27 de maio de 2012

ARQUITETURA DE INTERIOR - DEFINIÇÃO V2, DATAS, O QUE SERÁ APRESENTADO E ENTREGA . CONFIRA!!!!

É OBRIGATÓRIO O COMPARECIMENTO PARA ASSINAR A ATA

Para V2 
Estudo de caso – Valor 3,0 - JÁ APRESENTADO

Tipos de ambientes – Valor 3,5- A SER ENTREGUE NA V2

Planta e vistas do bar (uma para cada aluno) Deve identificar as vistas na planta – Valor 3,5- a SER ENTREGUE NA V2

O grupo deverá entregar uma planta do bar com tratamento e a marcação das vistas
Cada aluno colocará o nome na prancha em que fez a vista , está estará definida na planta.
As vista deverão conter TUDO QUE SERÁ VISTO - MOBILIÁRIO, OBJETOS DE DECORAÇÃO, ETC.

SERÃO ACEITOS DESENHOS A MÃO E OU EM AUTOCAD NÃO SENDO ACEITOS VISTAS EM OUTROS PROGRAMAS 
Entregar no formato A3 com margem e todos os desenhos do grupo e a prancha em envelope A4 COM OS DESENHOS DOBRADOS

DATA: 14 DE JUNHO


Trabalho dos tipos de ambientes
Folha A4, com margem.
A partir do texto da apostila de tipos de ambientes, estudar o que marca os diversos estilos (definidos na apostila) e escolher atraves de pesquisas em revistas de interior e decoração, dois tipos de ambientes que marcam o estilo.
Descrever quais elementos que levaram a definição do estilo do ambiente- colocar a foto e puxar setas mostrando e descrevendo o que marca o ambiente - colocar no título de cada folha o estílo que está sendo apresentado

ITENS A SEREM AVALIADOS
VALOR
PLANTA DO BAR COM TRATAMENTO E A MARCAÇÃO DAS VISTAS

Coerência da proposta com relação ao tema
1,0
Layout
0,5
Marcação das vista e tratamento
0,5
VISTA DO BAR

Coerência da vista com relação à planta
1,5
PLANTA DO BAR COM TRATAMENTO E A MARCAÇÃO DAS VISTAS

Coerência da proposta com relação ao tema
1,0
Layout
0,5
Marcação das vista e tratamento
0,5
VISTA DO BAR

Coerência da vista com relação à planta
1,5

quinta-feira, 24 de maio de 2012

TÓPICOS EM DESENHO - V2


É OBRIGATÓRIO O COMPARECIMENTO PARA ASSINAR A ATA

V2 CADA PRANCHA SERÁ AVALIADA EM 2,0 PONTOS APARTIR DOS QUESITOS SOLICITADOS

VT 3,0 PONTOS PRIMEIRA APRESENTAÇÃO PARA O PROFESSOR EM SALA
      Prancha 04 e 05 - 7,0 pontos 





TRABALHO A SER ENTREGUE ENCADERNADO E COM CAPA 


PARA ALCANÇAR A NOTA E PRECISO QUE SEJAM APRESENTADOS OS ITENS SOLICITADOS E ESTAREM COERENTES COM A PROPOSTA


 
Formato A3
                          SELO





  Nome do projeto/ nome do aluno/nome do professor




      Prancha 01
·         Localização do lote na quadra
·         Norte magnético
·         Topografia / curva de nível – (colorir)
·         Corte esquemático do lote
·         Insolação mostrar onde nasce o sol e onde ele se Poe
Área do lote, ruas entorno e condicionantes que vão guiar o projeto


 Prancha 02
·         Programa de necessidade e fluxograma
·         Colocar os setores definidos no fluxograma


  Prancha 03
·         Conceito - Descrever o conceito e o porquê da escolha
·         Colocar um croqui - Planta, macha, situação.
(Algo que represente o conceito)


Prancha 04

Planta escala: 1/100 (Com a definição das áreas/paredes/abertura/portas e janelas/fluxos).


Prancha 05

·         Croqui/ volumetria
·         Colocar setas e mostrar quais os materiais a serem utilizados.


 VEJA FORMA DE APRESENTAÇÃO - COLORIDA, MOSTRANDOS O ENTENDIMENTO E AS IDEIAS OS DEMAIS REQUISITOS JÁ FORAM DIVULGADOS EM SALA



domingo, 20 de maio de 2012

DESENHO DE URBANISMO - DESENHOS PARA A V2

É OBRIGATÓRIO O COMPARECIMENTO PARA ASSINAR A ATA
ATIVIDADE 1    
Apresentação  do Seminário “O lote e a quadra”
Trabalho Já apresentado
VALOR: 3,0    


ATIVIDADE 2         


ITENS A SEREM AVALIADOS
VALOR
Entregou todos os desenhos
1,0
Qualidade dos desenhos técnicos das quadras está de acordo com os solicitados
2,0
Formato, selo, letra de todo trabalho
0,5
Cotas nos desenhos técnicos
0,5
DESENHOS DAS CIDADES PESQUISADAS NO GOOGLE EARTH
O croqui está de acordo com o solicitado
Colocou a figura e o nome da cidade e fez o parcelamento

1,5
Colocou o porque escolheu está cidade
0,75
Coloriu o parcelamento da cidade, áreas verdes e áreas construidas

0,75
VALOR
7,0
  

DESENHOS A SEREM DESENVOLVIDOS EM AULA E PESQUISAS PELO GOOGLE EARTH
OS DESENHOS SERÀO ENTREGUEM EM ENVELOPE NA V2 - DATA 11 DE JUNHO DE 2012





domingo, 13 de maio de 2012

OFICINA VER A CIDADE - CONFIRA ALGUMAS FOTOS!!!!

Aos organizadores e participantes da "JACA", Parabéns pela organização e participação de todos !!!! Que seja a primeira de muitas  JORNADAS ORGANIZADAS PELOS ALUNOS DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO DA Unitri.








domingo, 6 de maio de 2012

TEXTO DO PROFESSOR PÚBLICADO NO JORNAL DE ARAGUARI A RESPEITO DO PROJETO DE RESTAURO DO ARMAZÉM DE CARGAS DE SUA AUTORIA


ARMAZÉM DA EDUCAÇÃO “ALEXANDRE JAIRO CAMPOS DE SOUZA”

A preservação do Patrimônio Cultural de uma cidade é o reflexo do cuidado que a comunidade e seus governantes têm com estes bens que nos diferenciam de outras comunidades e nos trazem orgulho e cidadania.
 O Complexo Arquitetônico da Estrada de Ferro Goiás é um destes conjuntos arquitetônicos de inigualável valor cultural, tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal e Estadual. O conjunto é composto de diversos prédios como: Estação, Almoxarifado, Hospital, Vila Operária, Tipografia e o Armazém de Cargas.
O projeto da Estação da Goiás “Palácio dos Ferroviários”- Centro Administrativo e Cultural de Araguari tem como intenção a implantação na área da ferrovia, do Centro Administrativo e Cultural do município, que teve desde seu início o propósito de abrigar na área toda a administração municipal que até então não possuía sede própria. O projeto longo e árduo, talvez um projeto de vida e/ou de preservação que tem como perseguição a valorização da área da ferrovia para o cidadão, abrigando todos os departamentos da Prefeitura Municipal de Araguari, Museus, Auditórios; Praça Cívica e Área de Eventos e o Trem Turístico – passeio de trem dentro da cidade, demanda tempo por suas dimensões – grandes áreas livres e prédios com dimensão consideráveis para o desenvolvimento de projetos de restauro e requalificação e recursos para obras. Complexo este que só se completará se for pensado em longo prazo, com projetos para toda área sendo estes executados por várias administrações, ou seja, não é um projeto de governos e sim de cidade.
         Hoje me sinto feliz, pois estamos tendo a oportunidade de inaugurar mais um prédio deste conjunto que será a sede da Secretária de Educação. Prédio este que durante algum tempo serviu de Estação de Embarque e Desembarque de Passageiros durante o período que a Estação da Goiás estava sendo construído na década de 20 e após este período voltou a sua função primordial que era o de armazenar cargas com objetivo de embarque e desembarque de mercadorias fazendo o entreposto entre as duas ferrovias – a Estrada de Ferro Mogiana e a Estrada de Ferro Goiás e entre três estados – São Paulo, Minas e Goiás.
Em 2001, o prédio foi tema do meu trabalho de Especialização pela Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Arquitetura onde desenvolvi o levantamento arquitetônico e o projeto de restauro do Armazém com outra função. Trabalhando na Divisão de Patrimônio Histórico órgão da FAEC de 2002 a 2008, o projeto foi apresentado a secretária de Educação deste período Sra. Maria Eleonora de Oliveira Scalia, que entendeu a importância do projeto sendo que a ocupação do prédio em conjunto com Sra. Laura Tavares Resende, arquiteta urbanista da FAEC foi repensado para abrigar  a sede da a Secretaria de Educação e Museu da Imprensa. Nesta gestão enviamos o projeto ao Fundo Estadual de Cultura onde foi aprovado o projeto e liberado verbas para execução da restauração do telhado do armazém. Na atual gestão a Sra. Eunice Mendes, atual Secretária de Educação vendo a importância do projeto e tendo a visão deste como um projeto de preservação e sua importância para o município solicitou à arquiteta da FAEC a revisão deste para ocupação e o reinicio da obra de restauro e sua conclusão.
 Hoje me alegro, mas com misto de tristeza pela ausência do estimável amigo que é homenageado - ARMAZÉM DA EDUCAÇÃO “ALEXANDRE JAIRO CAMPOS DE SOUZA” cuja sensibilidade, visão de futuro e preservação e por tantas vezes incompreendido na luta incansável, na dedicação à preservação e na busca do desenvolvimento de projetos de educação patrimonial.  Ele acreditava que a educação é a base para o entendimento do que é a preservação, sendo transformadora de realidades de suas comunidades. Homenagem nada mais justa que seu nome imortalizado em um local dedicado a educação e a preservação do patrimônio visto que ele tanto lutou pela realização deste projeto e de tantos outros ....
Parabenizo a Prefeitura Municipal de Araguari, aos Técnicos da FAEC os que por lá já passaram e aos atuais e as Secretárias de Educação tanto pela sensibilidade em ver a importância deste projeto quanto pelo início e pela continuidade, perseguindo um sonho que não é nosso, mas de todos os que acreditam na preservação e na transformação desta área que nos projetam e nos distingue de outras comunidades trazendo vida a estes locais abandonados e esquecidos nas cidades, tão ricos de memória e história.
Que o Armazém da Educação “Alexandre Jairo Campos de Souza” seja mais um dos muitos projetos de restauração e requalificação da área do conjunto ferroviário promovidos pelo poder público e devolvidos a comunidade Araguari até a completa implantação do Centro Administrativo e Cultural de Araguari
Viva o Patrimônio Cultural!!!!!!
Clayton França Carili
Arquiteto Urbanista Especialista em Revitalização Urbana e Arquitetônica, Professor do Centro Universitário do Triângulo/ Unitri, Faculdade de Arquitetura e sócio proprietário do Escritório Época – Arquitetura, Restauro, Paisagismo e Decoração







 

ITENS INTERDICIPLINAR ARQUITETURA DE INTERIOR E V2 - TRABALHOS COM O TEMA BAR - CONFIRA!!!!!


ARQUITETURA DE INTERIOR
TRABALHO INTERDISCIPLINAR – PROFESSOR CLAYTON F. CARILI

Tema :Bar temático
Localização : Centro Comercial de Bairro
Deverá ser explorado pelo o aluno a localização do bar dentro do centro comercial, devendo este mostrar em planta – centro momercial localizando o bar a a ser projetado e o porque da escolha naquele local.
Condicionantes para a implantação do bar: a área do bar deverá ser de no mínimo 80 m2 e no máximo 120 m2 sendo que os sanitários a serem  utilizado serão os sanitário projetados para o centro comercial. O programa de necessidades será definido pelo grupo sendo que é obrigatório que tenha cozinha (higienização e cocção), despensa, área de preparo de bebidas, área com mesas. Os demais itens do programa de necessidades devem ser completados pelo grupo e apresentados na proposta. PODERÁ SER UTILIZADO A PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO E OU LOCAL PÚBLICO NO CENTRO PARA AUMENTAR O NÚMERO DE MESAS
Conceito: Definição do tema e a relação deste com o projeto de interior – texto breve explicativo e ou com croquis – nome do bar e logo
Planta : Apresentação de planta em escala compatível e/ou exigida pelo manual do interdisciplinar constando de layout, nome dos ambientes, fluxos, sendo colorida com mobiliários e com legenda descritiva dos materiais utilizados e a relação destes com o tem a do bar.
Perspectivas: perspectivas internas do bar mostrando as resoluções projetuais, materiais utilizados, objetos de decoração sendo que estás deverão ilustrar a proposta.
Fachada : mostrar o tratamento da fachada – materiais, logo, paineis etc.

PARA A V2
A EQUIPE DEVERÁ ENTREGAR SOMENTE A PLANTA BAIXA E CADA ALUNO UMA VISTA EM ESCALA COM A DEFINIÇÃO DOS MOBILIÁRIO MOSTRADO, DECORAÇÃO, TRATAMENTO DAS PAREDES SENDO EM ESCALA A MÃO E/OU NO AUTOCAD. AS VISTAS DEVERÃO ESTAR IDENTIFICADAS
FORMATO A3 DOBRADO EM ENVELOPE A4 COM MARGEM, ESCALA COMPATÍVEL, SELO E NOME DA EQUIPE.

TRABALHO INTERDISCIPLINAR DO SEGUNDO PERÍODO CONFIRA TODAS AS EXIGÊNCIAS DO TRABALHO!!!!!


CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO
TRABALHO INTERDISCIPLINAR
TURMA: 2° período

TRABALHO EM GRUPO DE  05 PESSOAS
OBJETIVO: Entendimento da cidade a partir da análise da área central buscando através das disciplinas a fins definir a formação da cidade a partir do seu traçado, parcelamento do solo, ruas, mobilidade urbana, preservação do patrimônio cultural ,identificação de estilos arquitetônico, desenho ambiental, e materiais de construção presentes na área.
FORMA DE TRABALHO: Será fornecido aos alunos a definição de sete subáreas da área central da cidade para serem divididas entre as equipes – 1 subárea para cada equipe. As equipes farão levantamentos em loco, a partir das áreas definidas, parcelamento do solo e o aerofotogramétrico apresentado em sala devendo ser levantado os seguintes itens e /ou análises:
1.    Apresentação dos seguintes mapas:
1.1.        Uso e Ocupação do solo – comercial , residencial, misto, serviços;
1.2.        Sistema viário - Fundo figura  - Área privadas e área públicas

2.    Mobilidade Urbana – acessibilidade nas calçadas e nos edifícios – rampa, piso tátil com analise na área de estudo e apresentação de texto e fotos mostrando o tratamento destas áreas;

3.    Equipamentos urbanos – pontos de ônibus, bancos, telefones públicos, caixas de correio, lixeiras – mostrar se existe e a qualidade do mobiliário – fotos e texto


4.    Arborização; insolação, análise visual da área (paisagem urbana), Marcos, nós, percursos, limites e bairros; comportamento ambiental,

5.    Evolução urbana da área (história e conceitos)


6.    Análise da paisagem urbana: elementos psicológicos do espaço, ambiência (conforto térmico, insolação, arborização)
7.    Análise das tipologias arquitetônicas presentes em cada subárea – escolher um edifício e fotografar e descrever os principais elementos que compões seu estilo. Marcar na foto os elementos descrevendo na foto e em pequenos comentários;

8.    Deverão ser fotografadas todas as fachadas de um quarteirão escolhido pela equipe dentro da subárea sendo registradas em seqüência para montagem do sky line possibiltando o entendimento da massa volumétrica e gabaritos da área.Nesta montagem deverão ser identificado os estilos presentes, ano da construção e traçado o Sky line abaixo da seqüência fotográfica identificando a massa volumétrica. Nesta mesma seqüência deverão ser escolhidas duas edificações de valor arquitetônico para ser analisada: estilo, histórico, identificação de elementos que caracterizam o estilo. Os imóveis escolhidos serão fotografados com seus detalhes, foto geral- fachadas descrevendo neste croqui os comentários a respeito da área, sendo apresentado também um croqui do imóvel e destacado os elementos presentes no estilo escolhido.


9.    Escolha de um imóvel dentro da área de estudo e definição dos materiais e processos utilizados na as construção, sendo mostrado fotos e descrito o material e o processo utilizado;

10.Maquete das quadras levantadas – subárea na escala 1:500 com escala gráfica e norte magnético contendo a rua, calçada, parcelamento do solo e ocupação com a colocação dos volumes na maquete em escala, sendo que as edificações de valor arquitetônico deverão ser destacada . Deverá ser apresentado a topografia. A maquete deverá ser confeccionada OBRIGATORIAMENTE EM PAPEL PARANA de 2 mm sendo colado o mapa de usos e ocupação do solo das quadras estudadas contendo a rua, o passeio e a volumetria em EVA vermelho. Na maquete deverá ser colocado a indicação dos usos com alfinete nas cores:
Uso comercial - VERMELHO
Uso residencial - AMARELO
Uso Misto - LARANJA
             
FORMA DE APRESENTAÇÃO: os grupos irão apresentar as pranchas seguindo as especificações do trabalho interdisciplinar com o diagnóstico da área de estudo que constará de textos e fotos e com croquis. As pranchas deverão ter formatação única mostrando a unidade do trabalho

terça-feira, 1 de maio de 2012

Desenho de Urbanismo - Estudo de Caso

Trabalho O lote e a Quadra

Grupos e locais a serem visitados pelas equipes


GRUPO 1 - Jardim Karaiba
GRUPO 2 - Presidente Roosevelt
GRUPO 3- Morada da Colina
 GRUPO 4- Gávea Paraíso
GRUPO 5- Tibery
GRUPO 6-Granada 
GRUPO 7 - Condomínio Fechado a ser definido pelo grupo
5 pessoas por grupo - APRESENTAÇÃO 21 DE MAIO 

O QUE DEVE SER FEITO?

A partir do loteamento definido deverá ser levantado na secretaria de planejamento do município e apresentada as seguintes informações:
1.Data e ano do loteamento
2.Tipo de malha existenteaberta, fechada, ortogonal, radiocentrica, etc.
3.Tipo de loteconvencional, fechado, regular, irregular
4.Planta do loteamento mostrando o traçado
Deverá ser apresentado o tamanho médio das quadra e dos lotes
5. Estudo da atual lei de uso e ocupação do solo mostrando que zona está o lotemento e as restrições urbanisticaTaxa de Oucpação, Coeficiente de Aproveitamento, etc
6.Escolher um lote da área e calcular a máxima ocupação com relação a Taxa de Ocupação e Coeficiente de Aproveitamento,

Apresentar os calculos e o desenho de como ficará a volumetria da máxima ocupação
7. Mostrar na planta do loteamento as áreas verdes e os equipamentos existentes,
8. Mostrar na planta os tipos de vias existentes e o tamanho das principais ruas;
9. Visitar o local e fotografarvias, lotes, quadras, espaços verdes, etc.
OBRIGATÓRIO: FOTO COM A EQUIPE NO LOCAL
10. Croqui do cenário urbano da cidadeentrega individual em papel A4 com nome do grupo em envelope no dia da apresentação – um envelope por grupo
11. Colocar na apresentação os três croquis mais bonitos e significativos da área
APRESENTAÇÃO EM DATASHOW , CASO SEJA NECESSÁRIO A UTILIZAÇÃO DE PLANTAS ESTAS PODERÃO SER COLODAS NO QUADRO NO DIA DA APRESENTAÇÃO